ROTATING TOWERS

020.jpg

 Dubai Tower

Não poderia deixar de falar aqui do mais comentado evento da arquitetura atual (atualíssimo): o lançamento das Torres Giratórias do arquiteto David Fischer, ocorrida há menos de um mês!

032_moscow.jpgMoscou Tower                    montaggio.jpg

Dr. Fischer estudou arquitetura em Florença, na Itália, lugar de tantas belezas arquitetônicas, mas que também me remete à vanguarda na tecnologia construtivo, pois quando “penso Florença”, “vejo” a cúpula da Catedral Santa Maria del Fiori (foto abaixo).

cupula.jpg storia_15.jpg

Sua grandiosa cúpula foi projetada por Filippo Brunelleschi, no final do século XIII, quando de forma extremamente bem resolvida, foi por ele desenvolvido um processo construtivo para assentar de forma abobadada os 4 milhões de tijolos sobre a forma octogonal da base, desenvolvendo inclusive as máquinas que os elevaram e auxiliaram na sua construção, inovando em relação ao sistema tradicional em estruturas similares a andaimes de madeira que só eram desmontados ao final da execução da obra.

Com isso, não só a estética e a forma da cúpula são louváveis, mas as novidades tecnológicas que ela trazia naquele momento para os processos construtivos.

Assim também Fischer traz novidades com as suas torres giratórias que serão executadas em sistema totalmente pré-fabricado e pré-montado no que diz respeito às instalações das unidades, utilizando os conceitos de instalações da outra invenção de Fischer, já bem conhecida, dos “banheiros prontos” ou “Smart Bathroom”.

box-sezioni.jpg

Os apartamentos serão formados por módulos chamados “Ready to use box”, que já chegarão “prontos” à obra e serão conectados ao cilindro eixo central que será executado em concreto. O processo da construção com isso terá maior agilidade, limpeza do canteiro de obras, menor quantidade de mão-de-obras, um processo produtivo menos poluidor e consumidor de energia. Vamos acompanhar de perto para entender este processo construtivo, que para mim é mais interessante do que propriamente “girar” os apartamentos…

Serão instaladas turbinas eólicas horizontais entre os andares para a geração de energia para o edifício, além da instalação de células foto voltaicas nos tetos dos apartamentos, além de outras técnicas de economia de recursos e eficiência energética. E buscarão a certificação LEED do Green Building Council.

Tudo para ser uma obra de grande importância tecnológica, mas confesso que não me empolguei com a sua solução estética… A de Dubai me dá a impressão de muita imponência (adequado ao local, sem dúvida) e um quase “medo”, a de Moscou, que será a segunda na seqüencia executiva, ainda me agrada mais um pouco, mas a importância destas obras para a arquitetura, ao cumprirem com seus discursos tecnológicos, será inegável.

prefabrication_01.jpg

3 thoughts on “ROTATING TOWERS

  1. Eu soube disso, da última vez que estive em Curitiba, que já faz uns 08 a 10 anos, já havia um comentário sobre a construção deste edifício, que senão me engano, foi inaugurado em 2004.
    No conceito “giratório”, ele é realmente pioneiro, mas pouca gente sabe.
    Vou escrever sobre ele depois aqui. Obrigada!

Comments are closed.